Subir

A contraceção hormonal pode aumentar o risco de cancro de mama?

Novo estudo revela que a contraceção hormonal aumenta o risco de cancro da mama, ainda que numa percentagem bastante baixa. Estima-se que em cada 100.000 mulheres que usam este tipo de contraceção, sejam detetados mais 13 casos de cancro da mama que num grupo de 100.000 que não recorrem a esta medicação.

O estudo foi publicado hoje, dia 7 de dezembro, pelo The New Ingland Journal of Medicine, e teve como amostra um grupo de 1,8 milhões de mulheres dinamarquesas com idades compreendidas entre os 15 e os 49 anos. A amostra foi seguida durante 10.9 anos, em que se detetaram 11, 517 casos de cancro da mama, o que representa 0,6% da população estudada.

Foi possível verificar que o aumento do risco de cancro não está apenas associado aos contracetivos orais mais também aos dispositivos hormonais intrauterinos. Além desta descoberta ficou ainda provado que quanto maior o tempo de utilização de métodos de controlo de natalidade maior o risco de cancro, ainda que o valor diferencial não seja muito elevado. É ainda de notar que mulheres que utilizaram estes métodos cinco ou mais anos mantêm um risco de cancro aumentado mesmo após pararem a utilização.

Estes dados revelam que o uso de contracetivos hormonais pode influenciar a incidência de casos de cancro de mama, ainda que não sejam um fator determinante para o aparecimento da doença. É ainda de lembrar que este tipo de medicação é considerado por muitos médicos como um dos meios de controlo de natalidade com mais eficazes e com menos riscos para a saúde.

Usar soutien provoca cancro da mama?