Subir

‘A Bela e o Monstro’ em versão japonesa? A Disney disse que sim

A história da bela rapariga que se apaixona por um “monstro” sensível tornou-se mundialmente conhecida através das versões da norte-americana Disney, mas a sua origem remonta a França. O conto escrito por Gabrielle-Suzanne Barbot, dama de Villeneuve, em 1740, teve de então para cá várias versões. A mais recente e uma das de maior sucesso é a que se estreou recentemente no cinema.

Além deste filme de Bill Condon, protagonizado por Emma Watson e Dan Stevens, a Disney já fechou um acordo com a editora japonesa Tokyopop para a adaptação da história a dois volumes de “manga”.

O lançamento está previsto para 26 de abril com o título de ‘Belle’s Tale’. Mallory Reeves é a responsável por reescrever o conto.

Ana Filipe Silveira