Carrilho chama Bárbara de “falsa vítima” e Guedes de Carvalho de “parceiro de performance”

Manuel Maria Carrilho respondeu ao episódio ocorrido na recente cerimónia dos Globos de Ouro protagonizado por Rodrigo Guedes de Carvalho e Bárbara Guimarães. O antigo ministro da Cultura afirmou, num texto escrito na sua página de Facebook, que o momento em que o jornalista emocionou a apresentadora ao falar de violência doméstica “teve uma enorme vantagem”. “Coloca a falsa vítima e o seu parceiro de performance no sítio certo: no palco do entretenimento, do faz-de-conta, da mentira bem treinada e bem premeditada”.

O pivô do ‘Jornal da Noite’ da SIC iniciou a sua intervenção na gala dos prémios da SIC e da revista ‘Caras’ ao lado de Bárbara Guimarães, que tem travado nos últimos anos uma batalha judicial com o seu ex-marido, Manuel Maria Carrilho. “A violência entre as mulheres cresce hoje assustadoramente em Portugal. Recentemente, a violência sobre as mulheres passou a ter difusão em massa e a ser partilhada. É altura de pensarmos nisto muito a sério. É altura para os decentes e os corajosos perceberem que têm de unir-se, que têm de refletir e têm de agir”, disse o jornalista.

“E para os que possam estar a pensar: mas o que é que este discurso tem a ver com uma gala de artistas, eu digo-vos que tem tudo. Os artistas podem e devem mostrar à sociedade que não são apenas sorrisos numa passadeira vermelha. A arte sempre esteve na primeira linha contra o mal e nunca nos devemos conformar”, prosseguiu Guedes de Carvalho, testemunha de acusação em tribunal, antes de abraçar a amiga.

Manuel Maria Carrilho não gosto da declaração “verdadeiramente infame”, já que esta aconteceu “perante um público de centenas de milhares de pessoas, procurando intencionalmente influenciar a opinião pública e pressionar os tribunais num caso que está com o julgamento em curso”, acusa o professor catedrático.

A carta aberta de Carrilho termina designando esse “episódio” como “mais um lamentável exemplo do já habitual comportamento vedetístico desta casta que pensa estar acima da lei, e tudo poder fazer e dizer com completa irresponsabilidade e impunidade” e ainda com palavras sobre a ex-mulher: “Aflita – como bem se tem visto – nos tribunais, a minha ex-mulher recorre agora a todos os expedientes do espetáculo para tentar impedir o conhecimento da verdade – mas ela continuará, estou certo, a fazer o seu caminho”.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Madonna despede-se de Lisboa com uma promessa