Criança sobrevive três dias perdida em floresta na Sibéria

menino russo

Tserin Dopchut, de três anos, foi encontrado na quarta-feira depois de ter passado três dias perdido numa floresta no sul da Sibéria, recheada de lobos e ursos. Os familiares perderam-lhe o rasto no domingo, quando a criança brincava com alguns cães sob supervisão da bisavó perto da sua casa, em Khut, uma aldeia com cerca de 400 habitantes na república russa de Tuva. Terá ficado perdido quando foi atrás de um cão com o qual brincava.

Sem casaco para enfrentar as baixas temperaturas que se fazem sentir durante a noite nesta floresta siberiana e apenas com uma pequena barra de chocolate no bolso, o menino estava bem de saúde quando foi encontrado a cerca de três quilómetros da sua aldeia e sem qualquer ferimento. Dormiu numa cama improvisada, entre as raízes de uma árvore.

“Há lobos e ursos na floresta. Os ursos estão agora a engordar para o inverno. Eles podem atacar qualquer coisa que se mova. Além disso está muito quente durante o dia e muito frio há noite”, explicou Ayas Saryglar, chefe regional de emergências, ao Siberian Times.

Tserin Dopchut foi encontrado depois de ter ouvido o tio chamar por ele na floresta. Respondeu de volta e conseguiram reencontrar-se.

“Quando o tio o abraçou, o menino perguntou se o seu carro de brincar estava bem. Toda a aldeia fez uma festa para comemorar a sua sobrevivência e agora chamam-no Mogli. Ele mostrou uma resistência incrível para a idade por ter sobrevivido tanto tempo sozinho nesta floresta fria”, revelou Sholban Kara-Ool, chefe da República de Tuva.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Obesidade infantil: rins e veias sofrem com o exce…