Esta é a melhor maneira de deixar de fumar

Esta é a melhor maneira de deixar de fumar

Digam o que disserem, o processo de deixar de fumar é difícil. Mas há um novo estudo que lhe pode facilitar a vida.

Foi publicado esta semana na revista científica ‘Annals of Internal Medicine’ um estudo realizado com 697 fumadores divididos em dois grupos. Todos tinham de deixar de fumar. Acontece que um grupo teria duas semanas para largar o vício, gradualmente, logo após o início do estudo. O outro grupo teria de o fazer abruptamente. Para completar esta missão, tinham todos acesso a métodos farmacêuticos como os adesivos de nicotina, por exemplo.

Os investigadores seguiram estas pessoas durante quatro semanas a seis meses depois de deixarem de fumar. Os resultados mostram que aqueles que tentaram deixar de fumar gradualmente passaram por momentos muito difíceis. Ao final de quatro semanas, 49% daqueles que pararam abruptamente, face a 39% dos que tiveram tempo para deixar de fumar, continuavam sem fumar. Depois de seis meses, só 22% dos que pararam abruptamente e 15% dos outros é que se mantinham longe do vício.

É importante ressalvar que os investigadores perguntaram, de antemão, em qual dos dois grupos os participantes gostariam de ser integrados. “Descobrimos que mais pessoas preferem a ideia de deixar de fumar gradualmente em vez de forma abrupta”, disse o autor principal Nicola Lindson-Hawley, em comunicado de imprensa.

O estudo prova que independentemente da forma como se deixa de fumar, é difícil. Neste estudo, muitos dos participantes recaíram no primeiro mês, mas a grande maioria voltou a fumar antes dos seis meses. Outro estudo, no entanto, revela que aqueles que deixaram de fumar há mais de dois anos têm intenção de se manter assim, longe do tabaco – o que é animador para quem está a tentar agora.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

4 alimentos para combater a ansiedade