Há uma vitamina que ajuda a sobreviver ao cancro da mama

cancro da mama

Um novo estudo do Instituto Roswell Park Cancer, em Buffalo, Nova Iorque, concluiu que as mulheres que sofrem de cancro da mama e possuem níveis elevados de vitamina D no organismo têm mais probabilidade de sobreviver à doença, bem como a outros tumores. Os investigadores identificaram níveis baixos deste tipo de vitamina em mulheres com cancro em estado avançado e na menopausa.

“De uma forma geral, encontramos uma redução de 30% das causas de mortalidade quando os níveis de vitamina D estão elevados no momento do diagnóstico”, explicou Song Yao, autor do estudo norte-americano, ao site Fox News.


Leia também o artigo: Cancro da mama está a aumentar nas mulheres com menos de 40 anos


A vitamina D é importante para várias funções do organismo, principalmente para ajudar os ossos a absorver cálcio. Os peixes gordos como o salmão e o atum, o leite e os cereais são algumas das fontes de vitamina D que deve consumir para melhorar a sua saúde, segundo os Institutos Nacionais de Saúde dos EUA.

Neste estudo, que durou 10 anos, participaram mulheres cujo cancro da mama tinha sido, em 2006, diagnosticado há apenas dois meses e com uma média de idades de 59 anos. Foram posteriormente divididas em três grupos de 520 pessoas com base nos níveis de vitamina D que tinham no sangue. Nos primeiros sete anos morreram cerca de 100 mulheres com níveis baixos de vitamina D.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Alimentos crus são a solução para os nossos mal…