Rachel Weisz: “As mulheres não recebem tanto” quanto os homens

Rachel

Rachel Weisz, manequim e atriz britânica que já integrou múltiplos filmes de Hollywood como ‘A Múmia’ e ‘O Legado Bourne’, junta-se à longa lista de mulheres famosas, incluindo a atriz mais bem paga de 2016, Jennifer Lawrence, que tem exposto a desigualdade no salário entre géneros em Hollywood, numa nova entrevista à revista inglesa ‘The Edit’.

A atriz de 46 anos refere que “é muito fácil falar sobre isso: é facilmente percetível que as mulheres não recebem tanto [quanto os homens] e também não têm tantos papéis de protagonista”. E acrescenta: “Mas o problema não está no cinema, o problema está na cultura. Nas mulheres em todas os cargos, em todo o lado. Está tudo fora de controlo”, continuou a atriz.

Contra esta desigualdade, a atriz frisa que se recusa a desempenhar determinadas personagens no seu trabalho, como mulheres retratadas como vítimas ou que são vistas como objetos. “Há certos papéis que não quero desempenhar ou histórias que não quero contar, onde a mulher é apenas um objeto ou uma vítima.”

Mãe de um rapaz de dez anos, a atriz – que está casada com o atual James Bond, Daniel Craig – também admitiu que existe muito pouco interesse por parte do filho na sua carreira. “Sou mãe dele, por isso é claro que ele não está interessado. Não acho que ele me queira ver ‘tornar-me noutra pessoa’.”

O próximo trabalho de Rachel Weisz vai ser o filme ‘A Luz Entre Oceanos’, realizado por Derek Cianfrance, no qual a atriz representa uma mãe que lida com a morte do filho.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Cleo Pires e Paulo Vilhena dão a cara pela campan…