12 adolescentes e as suas versões da mesma história. Será assim ’13 Reasons Why’

O sucesso inesperado da série da Netflix ’13 Reasons Why’, lançada a 31 de março passado, levou a plataforma de streaming a apostar numa segunda temporada da história. A questão tem atormentado os espectadores: depois de revelado o conteúdo das 13 cassetes que explicam de que forma contribuíram outros tantos adolescentes para o suicídio de Hannah Baker (Katherine Langford), o que se seguirá?

Num painel organizado pela revista ‘Variety’ e que reuniu esta sexta-feira em Los Angeles, nos EUA, o argumentista e produtor executivo Brian Yorkey, o realizador Tom McCarthy e ainda Langford, Kate Walsh e Dylan Minnette, intérpretes da trama, foi confirmado que o próximo conjunto de episódios centrar-se-á nas 12 personagens (um 13ª também tirou a própria vida na primeira temporada) a quem aquelas gravações foram destinadas.

“A Hannah contou a sua versão dos factos, mas há pelo menos 12 miúdos que têm outra versão sobre os mesmos acontecimentos e que nós ainda não ouvimos”, explicou Yorkey. “A Hannah não contou mentiras nas suas cassetes”, acrescentou, respondendo a quem questiona se a história narrada pela personagem poderá não ser verdadeira por ter sido contada apenas da sua perspetiva”.

Seis meses de fortes emoções

A primeira temporada de ‘Por 13 Razões’, adaptação do livro homónimo de Jay Asher em 13 capítulos e gravada em seis meses, não foi fácil para Katherine Langford. A atriz australiana admitiu que cresceu perto do suicídio entre jovens e ver-se nesse papel, mesmo que de forma ficcional, a fez viver ter “uma espécie de pseudo memória”. “Eu não queria deixá-la [à Hannah] porque a determinada altura ela é uma pessoa e eu estava a lidar com questões reais”, explicou.

Kate Walsh, que interpreta a sua mãe Olivia, completou: “Foi duro. Todos nós queremos honrar estas pessoas, das fictícias às que passaram verdadeiramente por isto”. A atriz confessa que “um pai não imagina a vida secreta dos filhos” e que quando começa a ouvi-lo, “o impacto é gigantesco”.

Aliás, a segunda temporada deverá abordar precisamente este impacto, já que os pais de Hannah Baker só entrarem em contacto com as cassetes deixadas pela filha no último capítulo da primeira.

“Os jovens querem ter esta discussão”

O sucesso de ‘Por 13 Razões’, que tem também Selena Gomez como produtora, foi equivalente às críticas que apontam a série como demasiado dura no que toca à abordagem ao suicídio. Organizações escolares e parentais chegaram a aconselhar o não visionamento pelos adolescentes mais susceptíveis ou que já tivessem passada por uma experiência de tentativa de suicídio.

Já em outros casos, como no Brasil, serviu de alerta, com centros de apoio a jovens a registarem um aumento no número de pedidos de ajuda.

Sobre o apontar de dedos, o realizador Tom McCarthy disse “respeitar a opinião dos especialistas”. E acrescentou: “Sendo eu um adulto, penso que por vezes devíamos ouvir as pessoas que lideram as aduiências [os adolescentes]. Os jovens adultos querem ter esta discussão. Se calhar estão a dizer-nos algo”, justificou.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Pode já ter saído de Portugal, mas o Benfica fic…