Subir

Aceitar um part-time pode prejudicar a sua carreira

Mulher trabalhar

Estar desempregado e aceitar um trabalho a tempo parcial para conseguir algum dinheiro ou apenas ocupar tempo pode ser bastante prejudicial para a sua carreira. A conclusão é suportada por dois estudos, um da Universidade do Texas, em Austin, e outro da Universidade da Califórnia, em Los Angeles. As conclusões aplicam-se a homens e mulheres.

“Tanto para eles como para elas, aceitar um emprego abaixo das suas capacidades profissionais implica um castigo severo em termos de oportunidades de trabalho disponíveis”, explicou David Pedulla, sociólogo da Universidade do Texas.


Leia também o artigo: Como gerir filhos e uma carreira? Jennifer Lopez explica


Ainda assim, ter um trabalho em part-time é pior para os homens do que para as mulheres. O investigador enviou milhares de currículos falsos para verificar como é que o género e o histórico laboral afetam a possibilidade destes candidatos serem chamados para uma entrevista e concluiu que os homens saem penalizados.

“Parece que os homens são castigados por trabalharem a tempo parcial, em parte pela perceção dos empregadores sobre o seu grau de compromisso, algo que não acontece com as mulheres. Ainda há boas razões para aceitar qualquer trabalho que apareça, sobretudo em tempo de crise. Os dados do estudo apenas geram dúvidas sobre se qualquer tipo de posto abre realmente novas oportunidades laborais”, sublinhou o sociólogo.

Caso esteja num emprego a tempo parcial mas continue a enviar currículos, em busca de uma oportunidade melhor, o sociólogo aconselha a que retire do currículo o part-time para evitar que seja prejudicado.

“Parece que, a um trabalhador desempregado, convém mais continuar desocupado e a procurar do que aceitar um emprego de nível mais baixo. Se um candidato aceitar um trabalho de nível inferior de forma provisória, o melhor é que isso não se reflita no seu currículo”, acrescentou David Pedulla.

Cátia Carmo