Ariana Grande. 23 anos, 23 vezes em que o rabo-de-cavalo ficou em casa

É a sua imagem de marca desde que Ariana Grande – que celebra este domingo 23 anos – se estreou no mundo da música, em 2013, depois da rampa de lançamento que foram as duas séries juvenis em que participou no canal Nickelodeon.

O seu típico rabo-de-cavalo, que usa na maioria dos telediscos, sessões fotográficas, eventos de passadeira vermelha ou atuações ao vivo, não é só questão de estilo: foi também uma necessidade.

A curiosidade da imprensa em torno da insistência de Ariana Grande neste penteado, quando se iniciou nas lides musicais, teve uma explicação. O cabelo da cantora norte-americana estava de tal forma danificado, consequência de o ter pintado de vermelho durante três anos consecutivos para as filmagens das séries ‘Victorious’ e ‘Sam & Cat’, que quando deixou o canal Nickelodeon, recorreu ao rabo-de-cavalo e às extensões para esconder essas marcas.

“O meu cabelo verdadeiro está tão estragado que fica absolutamente horrível e absurdo quando o solto. Por mais que seja irritante para vocês estarem sempre a olhar para o mesmo penteado, a toda a hora, é aquilo que funciona neste momento e o único penteado com o qual me sinto confortável pela primeira vez em anos”, escreveu Ariana Grande num post publicado nas redes sociais, no início de 2014.

Entretanto, à medida que o seu cabelo foi recuperando, a cantora de ‘Dangerous Woman’ foi experimentando, cada vez mais, outro tipo de penteados em eventos públicos: solto – quer seja liso, ondulado ou encaracolado – com tranças ou apanhado em hair buns.

Agora que celebra 23 anos, recorde 23 vezes em que Ariana Grande deixou o seu típico rabo-de-cavalo em casa na fotogaleria acima.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Chlöe Moretz: “Encontrei o meu poder nas in…