Subir

Alemanha quer a proibição parcial do uso de burca

O ministro do interior da Alemanha, Thomas de Mazière, anunciou que chegou a acordo com os seus colegas partidários da União Democrata Cristã (CDU) e com a União Social Cristã (CSU) para a proibição do uso parcial da burca e do niqab.

Esta proibição visa os serviços públicos, instituições de ensino, tribunais, controles de passaporte e situações em que seja necessária confirmar a identidade da pessoa. Thomas de Mazière afirma que não se trata apenas de uma questão de segurança mas sobretudo de integração cultural.

“Todos nós rejeitamos o véu de corpo inteiro, não só a burca mas também os outros tipos de véu que apenas deixam os olhos visíveis… estes véus não têm lugar na nossa sociedade” afirmou Mazière em conferência de imprensa.

As afirmações do ministro do interior vão de encontro às convicções de Angela Merkel que já tinha mostrado os seus receios em relação a este hábito: “uma mulher totalmente coberta tem poucas possibilidades de se integrar.”

Para já não existem datas para que esta proibição parcial entre em vigor. Fica apenas a certeza de que será uma matéria a ser legislada.

Veja também a proibição do uso do burkini em frança.

Imagem de destaque: Reuters

Margarida Brito Paes