Subir

Madeira: veterinária oferece tratamento a animais vítimas dos incêndios

animais de companhia

As chamas que começaram a deflagrar em São Roque, Madeira, na segunda-feira, desceram até ao Funchal, o coração da ilha, e causaram o pânico. Até às 10h30 desta quarta-feira já três pessoas tinham morrido e uma estava desaparecida. Apesar dos esforços dos bombeiros e da população, várias famílias perderam todos os seus bens e até os canis da cidade tiveram de libertar os animais para que pudessem sobreviver. Perante este cenário de caos, a veterinária Andreia Araújo, da Clínica Veterinária Santa Teresinha, decidiu agir.

Esta profissional abriu as portas da clínica onde trabalha para ajudar, gratuitamente, todos os animais feridos ou intoxicados. “Basta deslocarem-se às nossas instalações. Nós estabilizamos os animais e dizemos às pessoas como dar continuidade ao tratamento. Alguns animais têm de ser internados, mas não os podemos acolher, já não temos capacidade”, explicou ao Delas.pt Andreia Araújo.


Leia também o artigo: 7 dicas para poupar com o seu animal de estimação


A veterinária já perdeu a conta aos animais que tratou desde que o flagelo começou, mas garante que foram várias dezenas de cães, gatos e até uma papagaia. Tem dificuldade em isolar um momento que a tenha marcado particularmente desde que as chamas deflagraram. Ainda assim, revela que há uma imagem que não vai conseguir apagar da memória.

“Há muitas pessoas a aparecerem descalças, sem nada, só com uns calções, uma t-shirt e o animal nos braços. Mais nada”, contou.

Tocados com a atitude de Andreia Araújo, os madeirenses não têm poupado nos agradecimentos na página de Facebook pessoal da veterinária e da clínica. “É nossa obrigação fazer alguma coisa, temos tudo ao nosso dispôr, todos os equipamentos. Vamos oferecer, é o nosso trabalho. Se fosse ao contrário também gostava que fizessem isso por mim”, acrescentou a veterinária.

Alguns dos animais ajudados por Andreia Araújo. Fotografia do Facebook da Clínica Veterinária Santa Teresinha

Alguns dos animais ajudados por Andreia Araújo. Fotografia do Facebook da Clínica Veterinária Santa Teresinha

Cátia Carmo