Subir

O que nos reserva o tarot para 2016

Como vai evoluir Portugal, em 2016?


Por Vera Xavier. Pode ler também o que lhe reserva o seu signo no nosso Horóscopo.


Cartas: O Diabo + O Papa + O Imperador + A Justiça

No cômputo geral, o que se retira, em primeiro lugar, deste lançamento acerca de Portugal é que os portugueses ainda não notam melhorias efetivas, pelo que, o peso do medo, representado pelo Arcano O Diabo, na casa I, faz-se sentir até ao momento e demorará algum tempo até que esta sombra desapareça de vez das nossas mentes.

Devagar iremos começar a soltar estas amarras pesadas, voltando a confiar no sistema e em nós próprios, como nos indica o 3 de Copas. A reestruturação irá acontecendo ao longo do ano, com O Imperador na casa do Caminho e ajudar nesse processo, mas tendo o 4 de Ouros como aliado. Quer isto dizer que esta solidez será conseguida através de trabalho árduo, continuado e cauteloso.

Ao longo deste ano, é-nos colocado o desafio de mudarmos a nossa forma de ver, sentir e de lidar com as vicissitudes quotidianas e com as mais profundas. É possível que um pouquinho mais de otimismo faça a vida ter outro sabor e outra alegria. E é a alegria que temos que recuperar… assim como a fé. É fácil termos fé nos bons momentos, mas perdemo-la nos primeiros sinais de perigo, verdade? Que fé é esta?

O medo que nos tem vindo a ser incutido, ao longo destes últimos anos, tem ofuscado a alegria, mas esta realidade pode e deve ser alterada, basta querermos. Como podemos inverter esta situação? Sorrindo mais, apesar das circunstâncias. Acreditando e mantendo em mente que o melhor está ainda por vir.

Podemos até começar por ter um sorriso artificial de inicio, mas, com a prática e com o tempo, ele vai se tornando mais e mais genuíno levando-nos a alma e a tal fé que deveria ser inabalável.

A Justiça (arcano XI) indica-nos que é preciso também amadurecer em termos de responsabilidade pessoal. Um país é feito com as dádivas de cada um de nós, com cada feito nosso; cada conquista nossa é também coletiva. Individualmente podemos mudar o país. Como fazê-lo? Passando da teoria à prática. Deixando de criticar de forma vã do alto do nosso sofá e tornando-nos responsavelmente ativos e conscientes de que cada um tem a sua missão pessoal, mas tem também a coletiva. Assim chegaremos ao Arcano O Mundo.

Feliz ano novo!