Subir

Princesas da Disney falam menos que os homens nos filmes

Princesas da Disney falam menos que os homens nos filmes

Desde 1989 que as princesas da Disney falam menos do que os homens nos filmes, segundo um novo estudo.

As analistas linguísticos Carmen Fought e Karen Eisenhauer estudaram todos os diálogos em filmes de princesas da Disney e descobriram que os homens têm três vezes mais tempo de antena do que as personagens femininas. Esta tendência começou com ‘A Pequena Sereia’ (1989), onde os homens ocupam 68% das falas do filme. Em ‘A Bela e o Monstro’ (1991), as deixas deles ocupam 71% e, em ‘Pocahontas’ (1995), a voz masculina ocupa 76%, um ponto percentual menos que em ‘Mulan’ (1998).

Os homens têm três vezes mais tempo de antena do que as personagens femininas.

Nos filmes mais recentes, como ‘A Princesa e o Sapo’, menos de metade são vozes femininas. O mesmo acontece em ‘Frozen – O Reino do Gelo’ (2013). Exceção à regra são os filmes ‘Brave – Indomável’ e ‘Tangled – Enrolados’, onde elas ocupam 52% e 74%, respetivamente, das falas.

As duas autoras do estudo destacam ainda que as personagens femininas dos filmes da Disney estão normalmente rodeadas por homens. “Há uma princesa que sozinha procura encontrar alguém para casar com ela, mas não há mais nenhum papel feminino”, recorda Carmen Fought, ao ‘Washington Post, um dos exemplos.

B.C.M.