Subir

Surf e yoga juntos ao encontro do equilíbrio

Na semana em que o surf (dia 20) e o yoga (dia 21) são celebrados mundialmente, fique a conhecer alguns dos espaços que organizam retiros onde se poderá reconectar consigo e com o universo. Nunca é tarde para começar a ver a vida a partir do mar ou de “pernas para o ar”.

No momento de marcar as férias a tentação de passar uma ou duas semanas deitada em frente ao mar a bebericar água de coco sem mexer uma palha é quase irresistível. “Afinal, passamos um ano a dar o litro!”, pensamos. Certo? Hummm, nem por isso. Atualmente, grande parte das profissões são sedentárias e um programa de férias que inclua atividades desportivas ao ar livre pode não ser só divertido como restaurador das energias perdidas sob as artificiais luzes da ribalta – as do escritório.

Combinar o surf e o yoga num retiro de emoções fortes é a nossa proposta porque apesar de físicas são ideais para relaxar e quem as pratica afirma que ajudam a expandir a mente.
Explica Carlos, CEO do Yoga Surf Portugal, na Ericeira:

“Ao entrar no mar toda a perceção da realidade muda; esquecemos os nossos empregos e tarefas diárias. Estando num novo elemento, líquido e fluido, atingimos um estado de calma e relaxamento que nos faz perceber o ser que existe dentro de nós”.

Com o yoga, as sensações não são muito distintas. Segundo o instrutor, “quando nos entregamos à prática de exercícios de respiração (pranayama), exercícios de alinhamento, estiramento e permanência (asana) e meditação, todo o corpo físico fica centrado e relaxado, dando espaço ao corpo mental para entrar num estado de pura observação sem qualquer julgamento”.

Bárbara Miranda, uma das proprietárias do Offline Portugal, em Aljezur, e instrutora de yoga, refere que ambas as atividades favorecem o autoconhecimento e proporcionam momentos de introspeção para os quais é tão difícil encontrar tempo e disponibilidade mental no quotidiano. “As pessoas aos poucos deixam de se refugiar nos telemóveis e redes sociais e de evitar o encontro com elas mesmas, dando início a grandes processos de mudança nas suas vidas, que, aliás, já estavam à procura”.

Mente sã em corpo são
Quem passou o inverno a fazer zapping no sofá não tem com que se preocupar. “A prática de yoga é indicada para homens e mulheres de todas as idades, independentemente da sua condição física, podendo as posturas ser adaptadas ou usados materiais como placas de espuma, cintos, entre outros para as facilitar”, diz a professora Noelia Marreiros, que organiza e colabora em retiros e escapadinhas no Monte da Terra Doce, no Rogil.

“Além de que ao final do dia, nada há de mais reparador que uma sessão de posturas libertadoras de tensão associadas a técnicas de respiração profunda e relaxamento conduzido”.

A suíça Diana Jurst, facilitadora de retiros em Portugal há mais de uma década, esclarece: “O yoga melhora a consciência corporal, o que nos torna mais confortáveis quando em contacto com a água. Fortalece as pernas e relaxa a zona posterior do corpo, nomeadamente os ombros, o que facilita a obtenção de uma postura correta quando em pé na prancha, além de que algumas posturas básicas tornam-nos mais ágeis para nos levantarmos na prancha e apanhar as ondas. Também favorece o equilíbrio físico, o mental e a concentração”. Mas há mais: o controle da respiração pode ser extraordinariamente útil no caso de se ter que ficar submerso durante algum tempo!
Por outro lado, o surf, segundo a instrutora, “por nos conectar com a natureza e obrigar a ter maior consciência corporal, também ajuda a compreender onde nos devemos focar para evoluirmos como yoginis”.

Existem, ainda, dois fatores que transformam estas experiências em injeções de saúde: a alimentação, que na maioria dos espaços sugeridos, é vegetariana (macrobiótica ou ayurveda) e proveniente de agricultura biológica, e o contacto constante com a natureza.
Robin Tenge, um holandês que largou uma vida profissional de sucesso, mas altamente stressante, para se radicar num monte alentejano, o Vida Pura, onde organiza retiros, garante: “Aqui as pessoas vão ter além de tudo uma experiência de férias 100% ecológica”. Na quinta, onde existem animais como burros, galinhas, cães e gatos, a energia é obtida a partir do sol e do vento e a alimentação através de práticas biodinâmicas. “Os clientes acabam por viver em conexão com os elementos, o que é transformador”, diz. Não só o corpo como a alma são alimentados. Robin assegura:

“São as mulheres, quem está sempre encarregue de cuidar dos outros, que mais nos procuram – desta feita para serem elas a ser nutridas”.

Quando saem deste projeto totalmente humanista e autossustentável, estão mais fortes para enfrentar o mundo. E, não esqueçamos, rejuvenescidas!


Yogaion

Projeto de Shaini Verdon, irlandesa apaixonada por yoga, surf e pelo sudoeste português. Segue a linha Iyengar e já estudou com grandes mestres. Quem frequentar os seus retiros ficará alojado numa quinta pitoresca, próximo de Odeceixe, completamente recuperada e decorada com despojamento, mas extremo bom gosto, a apenas 10 minutos a pé da praia. A partir de 795 euros, alojamento e alimentação incluídos.
Vida Pura Eco-resort

É um centro inspiracional, que aposta em boas práticas ambientais, na Zambujeira do Mar. O projeto é orientado por princípios humanitários e vê os seus lucros reverterem para projetos de ajuda a pessoas e animais do mundo inteiro. Organizam retiros de surf ou yoga em grupo ou em regime de aulas particulares com a duração solicitada pelo cliente. Como o retiro é feito à medida, é necessário solicitar orçamento.
Offline Portugal
Aqui a tecnologia fica à porta: telemóveis, tablets, computadores…Pelo menos essa é a proposta de Rita Gomes e Bárbara Miranda, as responsáveis por esta unidade em Aljezur. Entre as muitas propostas, como workshops de música e dança encontram-se retiros que podem ou não agregar o yoga e o surf. A título indicativo uma semana com ambas as atividades ronda os 390 euros em camarata para quatro pessoas, pequeno-almoço incluído.
Monte Velho Eco Retreats
Aqui existem retiros todo o ano, o que é excelente para alunos de níveis mais elevados que podem praticar estilos mais exigentes como o Ashtanga Yoga. A alimentação é vegetariana e orgânica, sendo possível a estadia em quartos privados e partilhados. Fica em Aljezur e oferece atividades como equitação e caminhadas. Uma semana apenas dedicada ao yoga ronda os 600 euros sem estadia e alimentação, embora os preços variem substancialmente ao longo do ano e consoante os instrutores.
Diana Jost
Instrutora de yoga, terapeuta ayurveda, massagista e life coucher, a suiça Diana facilita distintos tipos de retiros em que alia ao yoga o surf alimentação detox ou terapias para o reequilíbrio hormonal. Os retiros que incluem surf são dados na Quinta das Pedras, perto da praia de Salema, em Sagres. Têm o custo de 860 euros em quarto partilhado, tudo incluído (uma semana).

Surf Yoga Portugal
Nesta guesthouse com três andares e seis quartos, o ambiente é de grande tranquilidade, ou não estivesse a cinco minutos de Ribeira d`Ilhas, na Ericeira. Equipada com um estúdio de yoga proporciona aos hóspedes retiros nos qual aliam a esta prática o surf ou a massagem ayurvédica . Pacotes de surf e yoga (3 noites) a partir de 275 euros (alimentação não incluída à exceção do pequeno-almoço).

Sara Raquel Silva