Subir

Quando Indira era sinónimo de Índia

A woman passes a painting of former Indian prime Minister Indira Gandhi in Calcutta May 13, 2004. Italian-born Sonia Gandhi, daughter-in-law of Indira Gandhi who was assassinated in 1984, is expected to lead the Congress party into power in India after a surprisingly good show in the country's federal election. REUTERS/Jayanta Shaw  JS/ - RTRJFIG

Mural com o retrato pintado de Indira Gandhi em Calcutá, ainda hoje uma das mulheres mais admiradas da Índia. REUTERS/Jayanta Shaw JS

Indira Gandhi foi primeira-ministra indiana entre 1966 e 1977 e entre 1980 e 1984. É filha de Jawaharlal Nehru, um dos pais da independência conseguida em 1947 e o primeiro chefe de Governo do novo país, e mãe de Rajiv Gandhi, que foi primeiro-ministro entre 1984 e 1989. O seu neto Rahul liderou o Partido do Congresso nas eleições de 2014, mas sofreu a derrota mais humilhante da história da principal dinastia política da Índia, os Nehru-Gandhi.

Indira nasceu em Allahbad em 1917 e foi filha única. Estudou em Oxford. Dois anos depois da morte de Nehru ascendeu ao poder em Nova Deli. O seu apelido vem do marido e não de Mahatma Gandhi, outro herói da resistência aos britânicos e amigo do seu pai.

Indira liderou o país numa das guerras contra o Paquistão, em 1971, ajudando à criação do Bangladesh. Entre 1975 e 1 977 decretou o Estado de emergência, o que lhe valeu muitas críticas por ofender a tradição democrática da Índia. Foi derrotada nas eleições de 1977, uma novidade para o Partido do Congresso. Mas regressou triunfal ao poder em 1980. Os seus partidários gritavam que “Indira é India, India é Indira”.

Em 1984, foi avisada do perigo que corria em manter os guarda-costas sikhs, depois de ter mandado o exército atacar o Templo Dourado desta religião, em Amritsar, onde um grupo separatista se entricheirara. Ignorou os alertas, pois não admitia discriminar nenhuma das comunidades da pluralista Índia. Acabou assassinada pelos guardas-pessoais sikhs. Sucedeu-lhe o filho Rajiv, que seria assassinado anos mais tarde também por causas políticas.

Foi sob a liderança desta mulher forte que a Índia iniciou o programa militar nuclear. O aeroporto internacional de Nova Deli tem hoje o seu nome. E Indira Gandhi continua a constar entre as mulheres mais poderosas de sempre.

Leonídio Paulo Ferreira