Cinco ativistas sequestradas e violadas na Índia

O balanço fala por si: em média, todos os dias, 66 mulheres são vítimas de violação na Índia. Esta terça-feira, cinco novos casos juntaram-se às estatísticas. Voluntárias de uma organização não-governamental foram sequestradas e violadas numa aldeia no leste daquele país, enquanto participavam numa peça de teatro na rua que alertava para o flagela do tráfico humano.

Apesar de todas as ondas de indignação nacional, desencadeadas sobretudo desde 2012, na sequência da brutal violação de uma jovem, as agressões sexuais mantém-se uma dura realidade na Índia. As investigações seguiram a sua marcha, sendo que os agressores ainda permaneciam a monte.

Desde 2016 terão sido contabilizados mais de 40 mil casos, um número que deverá ficar muito aquém dos valores reais, dado o silêncio em torno de muitos destes negros episódios.

‘La Manada’ pagam seis mil euros e saem em liberdade condicional

Brigada Vermelha: portugueses filmam a luta feminina na Índia