Subir

Mulheres acusadas de bruxaria são atacadas na Índia

Gulabi Kumawat era uma viúva idosa residente numa modesta casa no estado do Rajastão, na Índia, até ao dia em que foi considerada como bruxa pelos vizinhos. E a sua vida mudou de forma trágica. Bateram-lhe, fecharam-na num minúsculo quarto e acabaram por a enterrar viva. Para depois lançarem fogo ao local para onde a tinham atirado.

Lei o artigo completo em www.dn.pt