Ticha Penicheiro vive “dia devastador”. Morreu a sua ex-treinadora

A treinadora de basquetebol Anne Donovan, que recrutou a portuguesa Ticha Penicheiro para jogar na equipa universitária dos Old Dominion em 1994, morreu na quarta-feira, 13 de junho, vítima de insuficiência cardíaca, anunciou a família da norte-americana em comunicado.

A norte-americana, que orientava a equipa universitária de Virgínia como treinadora adjunta nos anos 90, recrutou em 1994 a ex-basquetebolista Ticha Penicheiro, portuguesa que regista mais de 100 internacionalizações e que se tornou um ícone do campeonato profissional de basquetebol americano feminino, o WNBA.

A portuguesa não deixou de demonstrar a sua tristeza pela morte da sua ex-treinadora adjunta. “Um dia devastador para mim. Um legado que nunca será esquecido. Descanse em Paz, Anne“, lê-se, em inglês, na conta oficial do Twitter de Penicheiro.

https://twitter.com/ncaawbb/status/1007094739718627328

Donovan, de 56 anos, venceu duas medalhas de ouro olímpicas na década de 80 e um campeonato nacional ao serviço da Old Dominion. Natural de New Jersey, a ex-basquetebolista americana conta ainda com a distinção no ‘Hall of Fame’ de Naismith Memorial, em 1995, sendo que foi também introduzida no ‘Hall of Fame’ da Federação Internacional de Basquetebol em 2015.

Aos 42 anos, Donovan foi a primeira treinadora e a mais nova a conquistar um título de WNBA, sendo que levou a equipa de Seattle Storm a vencer o campeonato em 2004. Como técnica, conquistou ainda uma medalha de ouro olímpica em 2008, em Pequim, ao serviço dos EUA. Ao longo da sua carreira, orientou também as Indiana Fever, Charlotte Sting, New York Liberty e Connectivut Sun.

CB com Lusa

Imagem de destaque: Fábio Poço/Global Imagens

Mulheres ganham 200 vezes menos que homens, revela Ticha Penicheiro