Subir

Virgens até quando? Está nos nossos genes

Virgens até quando? Está nos nossos genes

Um estudo sobre ADN, que envolveu mais de 380 mil pessoas, chegou a uma conclusão surpreendente em relação ao papel dos nossos genes: ajudam a determinar a idade da primeira relação sexual de cada pessoa.

A estabilidade familiar, a pressão dos seus pares e o tipo de personalidade são todos fatores conhecidos que determinam quando um adolescente vai iniciar a sua vida sexual, ou se vai esperar pela idade adulta. Agora, um estudo publicado na revista ‘Nature Genetics’ vem acrescentar que os “genes têm [também] um papel influenciador substancial”, segundo explica o coautor da investigação realizada no Institute of Metabolic Science, da Universidade de Cambridge, Ken Ong.


Veja também o artigo Quanto tempo duram em média as relações sexuais?


O especialista disse à AFP que os fatores genético “explicam cerca de 25% das diferenças na idade em que uma pessoa inicia a sua vida sexual”. Genes estes que influenciam fatores como a idade a que atingimos a puberdade e se a pessoa tem ou não uma personalidade permeável a correr riscos.

Os investigadores descobriram também que muitas das variações genéticas estavam associadas a outras questões reprodutivas, como a idade de nascimento do primeiro filho, ou o número de filhos de cada pessoa.


Mais um artigo relacionado: 7 razões (científicas) para fazer sexo todos os dias


Estudos anteriores já tinham revelado que as pessoas que iniciavam uma vida sexual numa idade ainda jovem têm maior propensão para ter resultados escolares mais baixos e para terem um nível mais baixo de saúde física e mental. Ainda assim, a maioria dos investigadores centrou-se até hoje nas causas socioeconómicas que determinam esta tendência.

A equipa de Ken Ong espera agora que os resultados da sua investigação possam contribuir para ajudar a identificar, entre as crianças, aquelas com maior propensão, genética e de outra ordem, para incorreram em comportamentos de risco.

Siga-nos no Facebook

B.C.M.