Subir

Depois da Baleia Azul, chegou o desafio da Baleia Rosa

Baleia Rosa

Nas últimas semanas surgiu um novo desafio na Internet que está a preocupar milhões de pais em todo o mundo. Chama-se Baleia Azul e incita os jovens a cumprir vários desafios dolorosos, sendo o suicídio o derradeiro. Para contrariar a tendência, dois amigos, Rafael Tiltscher, um designer de 28 anos, e Ana Paula Hoppe, uma profissional de marketing de 30 anos, criaram uma aplicação chamada Baleia Rosa que, ao contrário da moda anterior, pretende desafiar os jovens a fazer boas ações, aumentando-lhes os níveis de autoestima. Com o apoio do Centro de Valorização da Vida, uma associação brasileira sem fins lucrativos de apoio emocional e prevenção do suicídio, conseguem garantir atendimento presencial a jovens com sinais de depressão ou tendências suicidas.


Os artigos mais lidos:
É por esta razão que as damas de honor usam vestidos iguais
Tirar e “comer” macacos do nariz faz bem à saúde
O que escondem os brincos de Ivanka Trump


Para começarem a participar, os jovens têm de descarregar a app gratuita – só está disponível para Android – e começar a cumprir os 50 desafios diários disponíveis. Tal como pode ver na imagem abaixo, que corresponde ao desafio do primeiro dia, nenhum deles coloca a vida das crianças e jovens em risco.

Baleia Rosa

O primeiro desafio da app Baleia Rosa é para utilizarmos uma caneta e escrevermos na pele de alguém o quanto gostamos dessa pessoa

Suspeita-se que o desafio da Baleia Azul tenha tido origem na Rússia, espalhando-se depois pelos quatro cantos do planeta. Neste “jogo suicida”, os jovens são desafiados a alinhar em 50 desafios, que vão desde a automutilação ao suicídio.

No Brasil, onde foi criada a aplicação da Baleia Rosa, as autoridades estão a investigar o caso, depois de vários jovens terem aderido. Já em Portugal, há registo de pelo menos dois adolescentes que participaram no desafio da Baleia Azul.

C.C.