Subir

Gal Costa atua em novembro em Lisboa e no Porto

A cantora Gal Costa atua em novembro, em Lisboa e no Porto, no âmbito das comemorações dos 50 anos de carreira, apresentando “Espelho D’Água”, foi esta terça-feira anunciado.

Gal Costa, de 71 anos, atua no dia 11 de novembro no Campo Pequeno, em Lisboa, e no dia 12, no Coliseu do Porto, acompanhada pelo músico Guilherme Monteiro (violão e guitarra).

“Gal Costa revisitará nestes espetáculos um reportório infindável de canções, que se tornaram clássicos na sua voz, e fazem parte da memória de todos nós”, disse à agência Lusa fonte da organização.

links_sexo

“Baby”, “Meu Bem, Meu Mal”, “Modinha para Gabriela” ou “O Meu Nome é Gal” são algumas das canções que compõem o alinhamento de “Espelho D’Água”, feito pela cantora e pelo jornalista Marcus Preto, que divide com Gal a direção do espetáculo.

A cantora apresentará também algumas canções do seu mais recente álbum, “Estratosférica” (2015), produzido por Moreno Veloso e Alexandre Kassin, como a que dá título ao espetáculo “Espelho D’ Água”, de Marcelo Camelo e Thiago Camelo.

Gal Costa, de seu nome de registo Maria da Graça Costa Penna Burgos, natural de Salvador da Bahia, estreou-se, em agosto de 1964, no espetáculo “Nós, por exemplo”, ao lado de Maria Bethânia, Caetano Veloso e Gilberto Gil.

A cantora participou no I Festival Internacional da Canção, em 1966, no Rio de Janeiro, e, no ano seguinte, editou o seu primeiro álbum, “Domingo”, iniciando um percurso discográfico que conta 30 álbuns de estúdio e nove gravados ao vivo, alguns destes com Caetano Veloso, Gilberto Gil e Maria Bethânia.

Em janeiro do ano passado, a edição brasileira da revista Rolling Stone apontou-a como “uma das maiores vozes do Brasil”, que, aos 70 anos, renovava o seu público.

A revista Veja de fevereiro do ano passado, fazendo um balanço do cinquentenário artístico, referiu-se a Gal Costa como “musa eterna do tropicalismo”, que “não parou no tempo” e se “continua reinventando”.

links_licença menstrual

Guilherme Monteiro, o músico que acompanha Gal na sua 21.ª digressão, reside em Nova Iorque desde 2000 e tocou com nomes do jazz como Kenny Werner, Grady Tate e Ron Carter, entre outros, tendo ainda feito parte das bandas Duduka Da Fonseca’s Quintet e Forró in the Dark.

Gal Costa tem atuado regularmente em Portugal. Uma das suas últimas digressões, em 2013, passou por Coimbra, Porto e Lisboa.

Lusa