Morreu Gonçalo Ribeiro Telles: quatro jardins que nos fizeram sonhar

Screenshot_2020-11-11 Fundação Calouste Gulbenkian ( fcgulbenkian) • fotos e vídeos do Instagram

O arquiteto paisagista Gonçalo Ribeiro Telles morreu esta quarta-feira, dia 11 de novembro, aos 98 anos. A notícia foi confirmada ao PÚBLICO pelo seu filho, Miguel Ribeiro Telles. O arquiteto tinha 98 anos e era arquiteto paisagista, político e professor universitário, sendo também uma das figuras públicas que os portugueses mais associam à luta pela ecologia e pelo ambiente, especialmente desde o 25 de Abril. Morreu em casa, em Lisboa, rodeado pela família.

Nascido a 25 de maio de 1922, em Lisboa, Gonçalo Ribeiro Telles é autor de projetos relevantes em Lisboa, juntando no seu portefólio inúmeros jardins que já nos fizeram sonhar e que são uma autêntica obra-prima do profissional.

Veja abaixo quatro recantos extraordinários que o paisagista nos deixou:

Jardins Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa)

[Instagram]

Corredores Verdes (Lisboa)

Jardins Amália Rodrigues (Lisboa)

[Google]

Mata dos medos (Almada)