Ioga também é para crianças!

ioga crianças

Rui Guimarães, instrutor de ioga especializado neste tipo de trabalho com petizes a partir dos seis anos de idade, afirma: “A primeira mudança que identifico nas crianças que fazem as minhas aulas é a alteração de humor, da disposição”.

Pois é, muitas vezes pensamos que os mais pequenos são alegres e ativos por natureza, mas nem sempre é assim. “Alguns são tímidos, não têm iniciativa, ou, queixam-se os pais, são muito distraídos e agitados”, conta Rui. Após alguns meses de prática, a maioria fica mais equilibrada.


Leia também o artigo: Ioga para todas as idades


“O ioga, através de um conjunto de exercícios adequados às capacidades das crianças proporciona, por um lado uma experiência autêntica de conhecimento interior, por outro, a construção saudável de uma relação com os outros e com o ambiente exterior, ajudando-as a atingir um ponto de equilíbrio na sua disposição e iniciativa, além de maior facilidade em se expressarem”, diz o instrutor. Os pais, quando vão buscar os filhos às suas aulas, confirmam-no.

“E a partir daqui já se adivinham outras mudanças: com o tempo evidenciam maior autoconfiança, autocontrolo, criatividade, força de vontade, determinação e segurança na abordagem de questões profundas que dizem respeito não só ao funcionamento do Universo em geral, como do corpo e mente humanos”, reflete Rui Guimarães.

Em Portugal ainda não existem estudos, mas no Brasil, por exemplo, onde em algumas escolas sobretudo no Estado de São Paulo, a Meditação e Ioga foram integrados no curriculo escolar, não só o aproveitamento em geral melhorou, como a violência, nas zonas mais problemáticas, diminuiu.

A nível físico as vantagens são igualmente visíveis: a prática de posturas de ioga desenvolve força e flexibilidade e estimula um correto desenvolvimento dos músculos, tendões e órgãos em geral, o que se traduz em bem-estar. E, de uma forma quase inconsciente as crianças, querem repetir, aprender mais “Até querem criar posturas novas!”, refere Rui.

Aliás, algumas não resistem a passar os seus conhecimentos às outras. “A coordenadora de um ATL frequentado por duas alunas do grupo de yoga para crianças, no Centro de Yoga Espaço Dharma, em Lagoa, Algarve, com cerca de 7/8 anos de idade contou-me que um dia as encontrou junto à piscina a dar aulas às restantes nas suas toalhas de praia, sem esquecerem os momentos finais de relaxamento!”.

Aprender a ensinar

“Quando trabalhamos normas de conduta com base em jogos cooperativos e histórias inspiradoras (frequentemente alusivas aos elementos da natureza e aos movimentos naturais dos animais), sentimos que a criança se revela mais paciente no momento de esperar pela sua vez ou passa a aceitar com serenidade algo que não correu tão bem, quando se senta a refletir”. É algo bonito de se observar, mas tem que ser aprendido a ser transmitido.

Para tal, o instrutor dá cursos de Formação de Monitores de Yoga com Crianças (sobretudo dirigido a instrutores de yoga já formados). O próximo tem início a 19 de novembro, nas instalações da Ananda Marga, em Lisboa, mas estão previstas em breve outras ações de formação em Aljezur e Lagos.

Rui pretende dar a conhecer ferramentas que ajudem os crescidos a comunicar com os mais pequenos e a ajudá-los a evoluir. Se vale a pena? Sem dúvida! “Não imaginam como é compensador ouvir uma mãe contar que o filho de 7 anos, geralmente tímido, passou a revelar um grande entusiasmo no seu dia a dia e a mencionar o ioga. É que nas aulas tínhamos descoberto que o miúdo tinha muito jeito para representar nas nossas pequenas dramatizações e isso trazia-lhe bem-estar e confiança, o que se revelava no quotidiano. Não é ótimo?”.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Andreia Rodrigues conta experiência como cuidador…