Subir

Na política, as mulheres “são sempre reduzidas à sua aparência”

A primeira-ministra escocesa, Nicola Sturgeon, falou pela primeira vez sobre política e as pernas das mulheres. Isto porque foi capa do jornal Daily Mail, ao lado da homóloga inglesa Theresa May, e o foco foi, exatamente, para as saias e pernas das governantes. Na ocasião, as duas executivas tinham encontro marcado para discutir o Brexit, em Glasgow.

Em declarações à estação pública britânica BBC e já em fase de campanha para as eleições antecipadas, marcadas para 8 de junho, Sturgeon criticou a forma como as mulheres são tratadas na política.


Saiba tudo e conheça as mulheres que estão a decidir o futuro da Grã-Bretanha e da Europa neste sufrágio


“Podemos rir e falar do Daily Mail, mas eu tenho uma preocupação relativamente às mulheres, às que estão na política, que são primeiras-ministras, porque são sempre reduzidas à sua aparência, ao que vestem e às suas pernas”, afirmou a primeira-ministra.

Para a chefe de governo, este olhar sobre a política deveria fazer refletir “em torno do estatuto da mulher”, considerando que se deveria “começar a ir para além disso”.

Recorde-se que já durante a campanha de Sturgeon às eleições escocesas, quando conquistou o lugar pela primeira vez, a governante se viu obrigada a vir falar da sua vida pessoal – em particular de um aborto que sofreu – após especulações por estar a chegar ao lugar de primeira-ministra e de tal só ser possível por não ser mãe.

Imagem de destaque: Reuters

CB