Subir

Louis C.K. arrependido de se masturbar à frente das colegas

Louis C.K. arrependido de se masturbar à frente das colegas

PUB

Durante a semana passada, o comediante norte-americano Louis C.K. foi acusado de assédio sexual por cinco mulheres, duas delas suas colegas de profissão. Dana Min Goodman e Julia Wolov contaram ao jornal The New York Times que o humorista tinha por hábito masturbar-se à frente de várias mulheres que trabalham com ele. Agora, o comediante veio confirmar as acusações. Demonstrou-se arrependido e pediu desculpa.

links_Sia

“Não há nada pelo qual eu peça mais desculpa. Estas histórias são verdade. Na altura achei que não havia problema nenhum porque nunca tinha mostrado o meu pénis sem pedir primeiro – o que também é verdade”, afirmou Louis C.K. num comunicado, citado pela agência Associated Press (veja, acima, o vídeo com a confissão do comediante).

Ao The New York Times, as duas mulheres que denunciaram o caso contaram que tudo aconteceu em 2002, quando atuaram pela primeira vez no U.S. Comedy Arts Festival, em Aspen, no Colorado. No final, o norte-americano de 50 anos convidou-as para irem até ao seu quarto beber um copo. Quando já estavam instaladas, Louis C.K. terá perguntado se podia tirar o pénis para fora. A dupla riu-se da pergunta, pensando que o humorista estava a brincar. Mas não estava.

“Ele despiu-se todo, ficou completamente nu e começou a masturbar-se. Estávamos paralisadas”, contou Dana Goodman.

Em reação a estas acusações, Louis C.K. afirmou ao The Washington Post que vai “afastar-se e pensar sobre o assunto”. Para já, a estreia do seu mais recente filme, I Love You, Daddy, foi cancelada.

Percorra a galeria de imagens abaixo para ficar a conhecer os sinais de alerta para o assédio sexual:


Leia também:

#MeToo, a hashtag para parar o assédio sexual