Sarampo leva mais de 60 mil pessoas à vacinação

60 a 70 mil pessoas terão sido motivadas a ir à vacinação após os surtos de Sarampo que se abateram em 2017 em Portugal – e regressaram já este ano – e sobretudo na Europa.

As centenas de casos registados, bem como uma morte de uma jovem portuguesa a que se assistiu podem ter criado um alerta junto dos utentes, que terão respondido de forma positiva às campanhas pela vacinação.

As contas provisórias foram apresentadas pela Direção-Geral de Saúde, na segunda-feira, 23 de abril, no âmbito do arranque da Semana Europeia de Vacinação. Um primeiro balanço que, noticia o jornal Público, terá suplantado as expectativas, uma vez que se estimava a repescagem de 40 mil pessoas. Esse número foi, portanto, ultrapassado.

Tosse convulsa e gravidez

O mesmo periódico conta que, no ano passado, três em cada quatro grávidas foram vacinadas contra a tosse convulsa, uma doença que provoca profundo mal-estar podendo mesmo chegar à morte. Na verdade, tratou-se de uma alteração ao Plano Nacional de Vacinação e que entrou em vigor a 1 de janeiro de 2017.

Imagem de destaque: Shutterstock

Sarampo: A importância da vacinação