5 formas de evitar uma separação

5 formas de evitar uma separação

Há coisas que os casais podem fazer regularmente para ajudar a manter a sua relação saudável – e longe da separação. “O que é mais dececionante no nosso trabalho é que na maior parte das vezes conseguimos perceber onde é que os casais falharam no seu casamento”, explicam os conciliadores de divórcio Don Desroches e Dana Greco, autores do livro ‘Conscious Coupling’ (Relações conscientes, em tradução livre). “Se eles tivessem identificado mais cedo os sinais e se tivessem esforçado mais pela relação e por eles próprios, estariam certamente em melhor posição enquanto casal… em vez de estarem sentados em frente a nós [para se divorciarem].”


Veja estes artigos relacionados:
Saiba o que dá satisfação sexual nas relações longas
5 coisas que acontecem nas relações longas


Don Desroches e Dana Greco apontam as cinco principais razões para as relações (casamentos ou outras) se desmoronarem e, principalmente, dizem como resolver estes problemas.

1. Quebra na ligação emocional

Depois do casamento, depressa se entra na rotina doméstica e do dia a dia, esquecendo-se os casais de alimentar a sua relação. Como tudo o resto se torna prioritário, a relação esfria.

Como resolver? Façam perguntas pessoais, aconselham os autores do livro, citados pelo site She Knows. Os casais devem criar uma lista de perguntas a fazer (uma por semana, ou até uma por dia). Partilhem conversas sobre alguns momentos pelos quais já passaram, o mais embaraçoso entre eles ou uma memória de infância, por exemplo. A chave é fazer perguntas pessoais para aprenderem mais um sobre o outro, para criarem laços mais fortes.

2. Expectativas não faladas

Quando as pessoas casam – ou se juntam – criam-se expectativas de uma sobre a outra e muitas vezes estas são defraudadas porque nunca houve acordo sobre elas ou qualquer articulação – e isso gera roturas.

O que fazer? É surpreendente a forma como as expectativas mudam em relação ao nosso companheiro, se pensarmos que não é nosso companheiro. “Às vezes, dizer às pessoas para imaginarem que não são casadas e que não têm expectativas em relação à outra pessoa vai reduzir o stress e melhorar a relação de imediato”, dizem Don Desroches e Dana Greco. “As expectativas deviam ser acordadas e não presumidas.” Quer dizer isto que os casais devem falar sobre as suas necessidades e sobre a forma como o companheiro deve ir ao encontro delas, precisam de falar sobre estas expectativas.


Veja também o artigo Este é o segredo das relações longas


3. Tédio

Depois de anos juntos, os casais entram numa rotina e na monotonia. E quando as coisas chegam a um ponto extremo, a paixão desaparece.

Como fazer então? Devem escolher todos os meses duas coisas para fazerem em conjunto e que um não pode recusar ao outro (sendo razoáveis, claro). “Atividades que ambos nunca fizeram vai rejuvenescer a relação e traz novos temas de conversa”, explicam os autores. Estas atividades podem incluir saídas de casa, mas podem ser simplesmente ler livros diferentes para poderem depois falar sobre eles – tudo o que traga novidade para a relação.

4. Demasiado concentrados nas crianças

Muitas vezes, quando nasce um filho, o amor que os pais tinham entre eles transfere-se para a criança. Isso quebra o romance e estraga a relação.

Então o que fazer? As crianças de facto precisam de muita atenção, mas os pais têm de lhes fazer entender que há momentos só deles, a dois. “Não se importe que os seus filhos vejam os pais dar um beijo, um abraço, quando dançam juntos”, explicam. “Se vocês dois estiverem felizes, elas estarão felizes também.”

5. Conflitos e discussões

Até pode parecer uma enorme libertação quando os casais discutem ao ponto de trazer tudo à baila, mas não se esqueça que estes comportamentos estão a colocar a relação sob forte pressão emocional.

O que deve fazer? O ideal é falar sobre o que nos está a incomodar logo naquele momento, em vez de deixar de guardar para si os acontecimentos e explodir mais tarde, quando já não aguentar mais. Se falarem logo, podem compreender o que originou aquela situação de stress e a razão. “Sem esta exploração, a sua autoconsciência e a consciência da relação não podem crescer e desenvolver-se.” Mesmo que seja difícil, o melhor é mesmo falar sobre o que nos deixa desconfortáveis. “Eu gostava de falar contigo, quando é o momento certo?” – a conversa pode começar por ser assim.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Esta app diz porque chora o seu bebé